Home
Distrito
Agenda
Deputados/as
Autarcas
Artigos de Opinião
Sociedade
ARTividade
Cultura
Notícias em Arquivo
Vídeo
Adere ao Bloco
Concelhos
Amarante
Felgueiras
Gaia
Gondomar
Maia
Matosinhos
Porto
Póvoa de Varzim
Vale do Sousa
Valongo
Vila do Conde
Santo Tirso
Newsletter







BE consegue parar a extinção de freguesias no Porto criar PDF versão para impressão enviar por e-mail
09-Out-2012
juntafreramalde.jpgOntem, o BE viu aprovada na Assembleia Municipal do Porto (AMP) a sua proposta pela manutenção de todas as 15 freguesias que integram o Município do Porto. Para o grupo municipal do BE, a Reorganização Administrativa Territorial Autárquica pretente apenas centralizar o poder e "seria  um regresso à organização administrativa de  antes de 1836,  quando só havia 7 freguesias numa cidade que não chegava então aos 50.000 habitantes".  

Na sua intervenção, o BE insistiu que qualquer decisão que implique a criação, extinção, fusão e modificação territorial de autarquias locais deve constar dos programas eleitorais submetidos a sufrágio popular ou ser objeto de consulta e decisão participada dos cidadãos envolvidos, que devem poder manifestar a sua vontade, inclusivé através do referendo local.

A Proposta do Bloco de Esquerda pela manutenção das 15 freguesias foi aprovada com 28 votos a favor e 26 contra. A coligação PSD/CDS-PP não conseguiu sequer apresentar uma proposta conjunta. Cada uma  das forças da direita queria cortar mais freguesias, ou 7 ou 8, às 15 existentes. E não tiveram desta vez votos suficientes. A cidade do Porto viu afastada, pelo menos para já, a destruição da sua organização administrativa autárquica. E a coligação de direita sofreu uma estrondosa derrota a nível local. A juntar à indignação e revolta do país face às políticas do PSD/CDS-PP de austeridade, empobrecimento forçado e de ataques à democracia.  

 

 O comunicado do grupo municipal pode ser consultado integralmente aqui .

 
Artigo seguinte >
© 2017 Site Distrital do Porto - Bloco de Esquerda
Joomla! is Free Software released under the GNU/GPL License.